quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Sansamp GT2 - Um pouco de historia

Gostaria de falar um pouco sobre a história deste icônico pedal pois ele sem dúvida tem um espaço na historia do rock n' roll, afinal foi o primeiro simulador realmente efetivo a se popularizar por aqui.

 Lembro-me bem lá de 2005 quando esse pedal era hype nos fóruns brasileiros na internet.  Porém o meu só vim adquirir muito tempo depois, há uns 2 anos atrás, depois que tive vontade de experimentar fazer gravações em linha(refiro-me ao SansAmp GT2 e não ao Classic que nunca tive oportunidade de tocar).

 Porque o SansAmp é isso aí, um equipamento para gravações em linha, e não um pedal regular de distorção. Apesar do site da empresa dizer que ele tem essa função, a historia mostra que não é bem assim.

 O SansAmp foi criado, por Andrew Barta, com o intuito de possibilitar que os guitarristas conseguissem um som profissional em gravações sem precisar ter muito equipamento e muito conhecimento. Ou seja, era a experiência de um ótimo engenheiro enlatada e pronta para consumo.

 Pra reforçar, muitos usam porém não me agrada o som do SansAmp plugado num amplificador, pois ele reforça algumas frequências pra simular o amp, e aquilo se soma ao amp real e o resultado não é agradável. Pra mim ele sempre foi e será um equipamento pra gravação bem legal.

 Uma critica recorrente a este pedal é que hoje em dia os simuladores são bem mais precisos do que ele, e por isso ele não é um bom negócio. Realmente, o som dele não é idêntico ao dos amps que ele simula, porém, são sons legais em várias situações. Acho que a simulação é só uma referência, se você curte o pedal vai em frente. Além disso usar o simulador analógico te livra dos problemas de latência, dos vírus, e qualquer problema que seu computador possa vir a ter.

 Na verdade o pedal, na minha visão é uma ferramenta muito legal pra estúdio, podendo adicionar aquele calor valvulado, não só a guitarra, mas sim a qualquer instrumento que sua criatividade mande.

 Neste vídeo toquei um pouco com ele ligando direto na placa de som e falo sobre algumas formas de usá-lo.



Quer curtiu este vídeo pode se inscrever também no canal para receber vídeos novos toda quarta feira

www.youtube.com.br/filipezanella

Abraços e até a próxima
Filipe Zanella



P.S. Aqui tem um ótimo texto sobre o SansAmp Classic (em inglês) - http://www.soundonsound.com/sos/sep12/articles/sansamp-classic.htm